Claudio Freitas

Claudio Freitas


SÓ UM DIA . . .


Um dia sonhei, alem do que poderia sonhar, 
lhe quis alem do que poderia lhe querer.
Um dia me perdi como um cego, no seu olhar, 
deixei de viver por mim, para viver por voce.

Um dia meus labios, viviam a lhe chamar, 
e não conseguia controlar meu coração.
Um dia só seu nome, conseguia pronunciar,
sempre unido a uma grande, ilusão.

Hoje sustento um sonho, perdido no passado,
tentando mudar de alguma forma a realidade.
Quero voltar o tempo, estar de novo ao seu lado,
e quem sabe, por um momento ser feliz de verdade.

Um dia havia esperança no meu coração, 
embora sem uma real rasão de ser.
Hoje é triste e amarga, a solidão,
que me destrói, me fazendo aos poucos padecer.

Um dia amei tanto voce, 
e hoje, até a vida eu daria, 
para mesmo, que por um único dia, 
lhe esquecer , , , , , ,

claudio principe dos poetas

 
 
abraços anjos da cidade
Claudio Principe dos Poetas e Princesa Rosi
 

Últimas colunas

Claudio Freitas

Claudio Freitas

ELA É VOCE . . . .

ELA É VOCE . . . .
Pedro Cardoso da Costa

Pedro Cardoso da Costa

Um mandato literalmente perdido

Um mandato literalmente perdido
Marcos Moreno

Marcos Moreno

A revolta do consumidor

A revolta do consumidor
Pastora Raquel Quaresma

Pastora Raquel Quaresma

Deus cura você

Deus cura você
Pedro Cardoso da Costa

Pedro Cardoso da Costa

Abraço de afogados

Abraço de afogados
Câmara Municipal de Ibitinga