Logo Portal Ternura
17/07 - IBITINGA-SP
° °
PG Nogueira

PG Nogueira


Star Wars: Os últimos Jedi - Emocionante e surpreendente


Sabe aquele filme que você sai do cinema e já quer pegar a fila para entrar de novo? É desse filme que se trata Star Wars Os últimos Jedi. 
Antes de falar um pouco do filme, é digno de nota dizer que o filme ultrapassou a faixa de 1 Bilhão em bilheterias pelo mundo, e atualmente ocupa o recorde de décima melhor bilheteria da história. Nada mal em Padawan?

Devo dizer que estou impressionado com o rumo que a nova trilogia tem tomado, abrindo possibilidades para novas histórias e fugindo da trama envolvendo a família Skywalker. É bem obvio que a Disney tem um produto e quer renovar sua franquia e aproveita-la ao máximo, talvez para os mais saudosistas isso seja algo ruim. Vejo positivamente, muito pelo modo e carinho pelo que a franquia vem sendo tratada, ainda mais nas mãos do talentoso diretor (e um do meus favoritos) J.J. Abrams.

O filme é incrível de muitas maneiras, ele consegue trazer uma nostalgia que agrada os novos e velhos fãs, principalmente sobre Luke Skywalker e Princesa Leia. A qual todos sabem é interpretada pela atriz Carrie Fisher que veio a falecer no ano de 2017. Por esse motivo algumas cenas tiveram que ser feitas por CGI (computação gráfica). O filme usa disso para dar um tom de poesia em toda cena em que ela aparece, fazendo disso uma homenagem a essa grande atriz.

O filme é muito equilibrado e temos grandes reviravoltas na trama, ou como gostamos de dizer ‘’plot Twists’’. Em geral tudo funciona bem, se fosse para resumir em uma palavra o filme ela seria emocionante.

 A dupla de protagonistas Kylo Ren e Rey evoluíram muito em relação ao filme anterior, e finalmente sabemos dos seus passados e convicções. Mas devo dizer que o arco da história de Finn (Jhon Boyega) me pareceu totalmente inútil e desinteressante, diferente do filme anterior onde ele realmente teve uma grande participação. Nesse filme me pareceu deslocado e com a adição de uma nova personagem Rose Tico (Kelly Marrie Tran), que também não somou nada a história, foi na minha opinião o ponto mais fraco do filme.
É muito bom ver uma nova legião de fãs surgindo graças a essa nova trilogia, e aprendendo a gostar do que nós já amamos a tanto tempo. Realmente foi um presente para os fãs esse filme, onde nos despedimos de personagens que nos emocionaram tantas vezes e vamos abraçando essa nova onda Star Wars de novos personagens que vão chegando. E cabe a nós meros espectadores a fácil tarefa de aproveitar, e ‘’Que a força esteja com você’’ para aguentar a espera para o desfecho dessa maravilhosa história.

Câmara Municipal de Ibitinga

Últimas colunas

José de Paiva Netto

José de Paiva Netto

“Amizade é a minha Religião”

“Amizade é a minha Religião”
Claudio Freitas

Claudio Freitas

Valsa do amor eterno . . .

Valsa do amor eterno . . .
José de Paiva Netto

José de Paiva Netto

A condução do pensamento: asas ou algemas?

A condução do pensamento: asas ou algemas?