Logo Portal Ternura
14/10 - IBITINGA-SP
° °

Anderson Silva exalta José Aldo: "Não tem comparação. É muito melhor do que eu"

Ex-campeão do peso-médio, que luta neste sábado no UFC Rio 10, também comemora o fato de poder estar no mesmo card de BJ Penn


Se para muitos Anderson Silva é o melhor lutador de MMA de todos os tempos, para o próprio, sequer o melhor brasileiro ele é. Escalado para enfrentar Jared Cannonier no UFC Rio 10, neste sábado, ele dividirá o card com outro grande astro do esporte no país: o ex-campeão dos penas, José Aldo. Na opinião do Spider, o Campeão do Povo, que também está em reta final de carreira, é um lutador superior a ele.

- Não tem comparação. O Aldo é muito melhor do que eu. Não tem como comparar José Aldo e Anderson Silva, são dois atletas completamente diferentes. Eu acho o Aldo muito melhor. José Aldo é um grande lutador, grande nome, um dos maiores nomes que temos no esporte e tem que ser respeitado. O Aldo é um grande atleta, todo mundo sabe disso. Na minha opinião, ele é um melhor atleta do que eu. Um melhor lutador do que eu - afirmou, em entrevista exclusiva ao Combate.

Outro nome do UFC Rio 10 que empolga Anderson é o de BJ Penn. O havaiano enfrentará Clay Guida no Rio e já foi apontado pelo brasileiro em diversas oportunidades como o melhor lutador de MMA da história.

- Acho o BJ incrível. Acho ele o melhor de todos. É uma honra poder dividir o card com BJ, José Aldo, Rogério (Minotouro), que me deu a faixa-preta junto com Rodrigo (Minotauro). Uma honra muito grande poder fazer parte deste elenco de lutadores brasileiros que vão lutar no sábado.

Anderson Silva enfrenta Jared Cannonier, neste sábado, no UFC Rio 10 — Foto: Andre Durão

Anderson Silva enfrenta Jared Cannonier, neste sábado, no UFC Rio 10

Desde que chegou ao Ultimate, Anderson Silva atuou apenas duas vezes no Brasil, ambas no Rio de Janeiro. Na primeira, defendeu o cinturão dos médios nocauteando Yushin Okami. Na segunda, nocauteou Stephan Bonnar em duelo pelos meio-pesados que, inclusive, é a última vez que o Spider conseguiu um nocaute, em 2012.

- Estou muito feliz de poder voltar a lutar no Brasil e lutar aqui, para o povo brasileiro. Tinha muito tempo que não lutava aqui. A gente, que é brasileiro, nunca sabe quando vai ter a oportunidade de lutar no país que nasceu, é uma grande oportunidade lutar aqui de novo. Neste momento da minha carreira, poder voltar aqui e lutar de novo... Estou bem feliz - declarou.

Diante de Cannonier, Anderson mostrou cautela com o poder de nocaute do adversário, nove anos mais novo (44 anos x 35 anos).

- Ele é um adversário que vem do peso-pesado, tem uma pegada muito maior que a dos outros, já lutou em três categorias diferentes, é um cara que tenho que ter toda a cautela para enfrentar. Acho que não (estou sendo usado de escada). Acho que quando você está no esporte de alto nível, que tem atletas que estão sendo renovados e você continua lutando no mesmo nível que estes atletas, você tem que dar seu melhor para mostrar que tem condições de estar no páreo.

Não faz muito tempo que Anderson Silva pisou no octógono pela última vez. Em fevereiro ele enfrentou Israel Adesanya e perdeu por decisão unânime. Agora, já volta a lutar e tem escutado algumas reclamações de seus sócios em sua empresa.

- (O plano é) Terminar meu contrato, as lutas que tenho. Gosto muito de lutar, é uma coisa que me faz bem. Subir ali e colocar minhas técnicas em prática, tudo que eu venho aprendendo durante todos estes anos. Quando acabar meu contrato, penso em parar. Enquanto não acabar, vou continuar lutando. Tenho três ou quatro lutas no contrato, vou acabar. Sofro pressão dos meus sócios na minha companhia, Spider Kick, para que eu pare para tomar conta, não que eu não tome conta, mas preciso estar mais presente e tenho estas lutas. Tive duas lutas direto e me afastei um pouco, mas é uma coisa que estamos tentando colocar em ordem, adaptando para dar tudo certo - concluiu.

Anderson Silva exalta José Aldo:

Ex-campeão do peso-médio, que luta neste sábado no UFC Rio 10, também comemora o fato de poder estar no mesmo card de BJ Penn

Serviço do UFC 237

Na próxima sexta-feira, dia 10, a pesagem oficial terá transmissão ao vivo do Combate.com às 9h (de Brasília), com a aferição do peso de cada lutador e as confirmações dos confrontos. Mais tarde, às 17h30, começa a transmissão da pesagem oficial, com as encaradas, com transmissão do Combate, SporTV e Combate.com.

No sábado, dia 11, o UFC 237 terá início às 19h15, mas a transmissão do Combate começa às 18h15. O SporTV e Combate.com acompanham ao vivo as duas primeiras lutas, e o Combate.com cobre todo o evento em Tempo Real.

UFC 237
11 de maio de 2019, no Rio de Janeiro
CARD PRINCIPAL (23h, horário de Brasília):
Peso-palha: Rose Namajunas x Jéssica Bate-Estaca
Peso-médio: Jared Cannonier x Anderson Silva
Peso-pena: José Aldo x Alexander Volkanovski
Peso-meio-médio: Thiago Pitbull x Laureano Staropoli
Peso-leve: Francisco Massaranduba x Carlos Diego Ferreira
CARD PRELIMINAR (18h15, horário de Brasília):
Peso-meio-pesado: Rogério Minotouro x Ryan Spann
Peso-leve: Thiago Moisés x Kurt Holobaugh
Peso-galo: Irene Aldana x Bethe Correia
Peso-leve: BJ Penn x Clay Guida
Peso-mosca: Luana Dread x Priscila Pedrita
Peso-meio-médio: Warlley Alves x Sérgio Moraes
Peso-galo: Raoni Barcelos x Carlos Huachin
Peso-galo: Talita Bernardo x Viviane Araújo

Fonte: https://sportv.globo.com/site/combate/noticia/anderson-silva-exalta-jose-aldo-nao-tem-comparacao-e-muito-melhor-do-que-eu.ghtml


Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
criar um comentário

Esportes

mais notícias

Rafinha sofre fratura na face e deve passar por cirurgia para acelerar recuperação
há 1 hora atrás

Rafinha sofre fratura na face e deve passar por cirurgia para acelerar recuperação

Rafinha sofre fratura na face e deve passar por cirurgia para acelerar recuperação
Com apenas 15 anos, Cori Gauff faz história na Áustria e conquista seu primeiro título da WTA
há 1 hora atrás

Com apenas 15 anos, Cori Gauff faz história na Áustria e conquista seu primeiro título da WTA

Com apenas 15 anos, Cori Gauff faz história na Áustria e conquista seu primeiro título da WTA
Neymar sente coxa esquerda e deixa amistoso com menos de 15 minutos de jogo
há 1 hora atrás

Neymar sente coxa esquerda e deixa amistoso com menos de 15 minutos de jogo

Neymar sente coxa esquerda e deixa amistoso com menos de 15 minutos de jogo
Pavic e Bruno Soares derrotam Kubot e Marcelo Melo e vencem o Masters 1000 de Xangai
há 1 hora atrás

Pavic e Bruno Soares derrotam Kubot e Marcelo Melo e vencem o Masters 1000 de Xangai

Pavic e Bruno Soares derrotam Kubot e Marcelo Melo e vencem o Masters 1000 de Xangai
Brasil vence a Polônia por 3 sets a 2 e está a um jogo do título da Copa do Mundo de vôlei
há 1 hora atrás

Brasil vence a Polônia por 3 sets a 2 e está a um jogo do título da Copa do Mundo de vôlei

Brasil vence a Polônia por 3 sets a 2 e está a um jogo do título da Copa do Mundo de vôlei