Logo Portal Ternura
04/04 - IBITINGA-SP
° °

Thiago Wild salva match points e vira em jogaço marcado por polêmicas e brigas no Rio Open

Na partida mais longa na história do torneio, em 3h49, espanhol Alejandro Davidovich Fokina rouba a cena com confusões com público e arbitragem, mas brasileiro vence no fim


Um jogo recheado de polêmicas, alternativas, e que certamente entrou para a história do Rio Open. Na partida mais longa incluindo todas as edições do torneio, em 3h50, Thiago Wild venceu Alejandro Davidovich Fokina (90º do ranking) por 2 sets a 1, parciais de 5/7, 7/6 (3) e 7/5. O confronto teve direito a três match points salvos, muita briga do espanhol com juiz e público e terminou com a glória do tenista brasileiro, vencendo pela primeira vez na chave principal de um ATP 500.

O ápice da partida, sem dúvida, foi a reta final do segundo set. Thiago Wild liderava em 5/4 e levou a quebra. Depois, em 5/6, precisou salvar três match points, contando com uma dose de sorte e uma certa irresponsabilidade. A decisão ficou para o tie-break, quando Alejandro Fokina discutiu com o árbitro, provocou o público e armou um grande circo na quadra central até que o brasileiro venceu a parcial e arrancou para a vitória no terceiro set.

Agora, Thiago Wild avança à segunda fase do Rio Open e terá pela frente mais um difícil confronto diante do vencedor da partida entre o croata Borna Coric (32º) e o argentino Juan Ignacio Londero (61º), que será realizado apenas nesta terça-feira. A vitória ainda garante ao jogador brasileiro um salto no ranking da ATP, saindo de 206º para o 178º temporariamente, garantindo a melhor posição de sua carreira até aqui.

Alejandro Davidovich Fokina encara Thiago Wild na virada de lado — Foto: Fotojump

Alejandro Davidovich Fokina encara Thiago Wild na virada de lado — ( Reprodução - Fotojump )

O jogo

Thiago começa melhor, mas cai no fim do primeiro set

O início de Thiago Wild foi bastante promissor. Com sete break points logo no primeiro game, o brasileiro mostrou que não deixaria o estilo versátil e excêntrico de Alejandro Fokina intimidá-lo e abriu com uma quebra de serviço. O primeiro set seguiu cheio de alternativas, com belos lances e muitos erros. O espanhol devolveu o break, Wild voltou a liderar e abriu 5/3.

Thiago Wild contra Alejandro Davidovich Fokina — Foto: Fotojump

Thiago Wild contra Alejandro Davidovich Fokina — ( Reprodução - Fotojump )

Porém, Wild hesitou demais na hora de fechar. Teve break point e não aproveitou. Na sequência, sacou e tomou quebra de zero, vendo Fokina empatar o primeiro set em 5/5. Novamente, o brasileiro teve chances de quebra e não aproveitou, sendo quebrado na sequência e vendo o rival fechar a parcial em 7/5 para frustração do público.

Reação do brasileiro e muita polêmica

Sem se deixar abater pelo resultado do primeiro set, Thiago Wild seguiu mostrando muita força em seus golpes e incomodando Alejandro Fokina. Desperdiçou quatro break points no game inaugural, mas conseguiu uma quebra no sétimo, fazendo 5/3 na sequência. A história, no entanto, parecia se repetir. O brasileiro desperdiçou set point e levou a quebra na sequência, com o espanhol empatando em 5/5.

Sacando em 5/6 novamente, Thiago Wild ficou em situação dramática em 0/40, mas salvou os três match points com muita agressividade e deixando Alejandro Fokina enroscando na rede após uma curtinha na terceira chance.

O tie-break também foi uma história à parte. Thiago Wild liderava em 5-2 até que o espanhol começou a brigar com o público, reclamar com a arbitragem e armou um circo na quadra central. Fokina sacou por baixo enquanto brigava e tirou Wild do sério. O brasileiro não se intimidou, também tirou satisfações e acabou superando a parcial com 7-3 no desempate.

Glória de Wild no fim

Quem achou que a reta final não teria drama se enganou. Thiago Wild iniciou a toda o terceiro set aproveitando o cansaço de Fokina e passou a liderar em 3/0 sem maiores dificuldades. Porém, baixou a guarda e viu o espanhol, com muita variação reagir no confronto, virando para 4/3, com direito a uma quebra de vantagem.

O panorama que parecia ir para o lado de Fokina voltou a virar para Wild. O brasileiro reagiu e novamente devolveu a quebra, empatando em 4/4. Depois, sofreu em seus games de saque, mas seguiu firme, mantendo a frente em 6/5. Com um break point e um erro do espanhol, enfim, Wild pôde se jogar no chão e vibrar com a vitória.

Fonte:https://globoesporte.globo.com/tenis/noticia/polemicas-brigas-thiago-wild-salva-match-points-e-vira-no-jogo-mais-longo-da-historia-do-rio-open.ghtml


Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
criar um comentário

Esportes

mais notícias

Coronavírus: Califórnia proíbe eventos de combate até o fim de maio; UFC San Diego é afetado
há 1 dia atrás

Coronavírus: Califórnia proíbe eventos de combate até o fim de maio; UFC San Diego é afetado

Coronavírus: Califórnia proíbe eventos de combate até o fim de maio; UFC San Diego é afetado
Para ajudar F1, Silverstone poderia realizar mais de uma corrida (e até com traçado reverso)
há 1 dia atrás

Para ajudar F1, Silverstone poderia realizar mais de uma corrida (e até com traçado reverso)

Para ajudar F1, Silverstone poderia realizar mais de uma corrida (e até com traçado reverso)
Chefe de Wimbledon torce pela volta do tênis em agosto, mas admite chance de não ter mais jogos em 2
há 1 dia atrás

Chefe de Wimbledon torce pela volta do tênis em agosto, mas admite chance de não ter mais jogos em 2

Chefe de Wimbledon torce pela volta do tênis em agosto, mas admite chance de não ter mais jogos em 2020
Reflexivo em meio à pandemia, Hamilton afirma que raça humana perdeu o controle
há 1 dia atrás

Reflexivo em meio à pandemia, Hamilton afirma que raça humana perdeu o controle

Reflexivo em meio à pandemia, Hamilton afirma que raça humana perdeu o controle
Lenda do skate, Jeff Grosso morre aos 51 anos. Tony Hawk faz tributo:
há 1 dia atrás

Lenda do skate, Jeff Grosso morre aos 51 anos. Tony Hawk faz tributo: "Imensa tristeza"

Lenda do skate, Jeff Grosso morre aos 51 anos. Tony Hawk faz tributo: "Imensa tristeza"