Paróquia Bom Jesus emite nota sobre decisão judicial: Pandemia ou politicagem?

Nota divulgada à imprensa busca solução frente ao apoio espiritual que as igrejas neste momento vivido representam para a comunidade.

Compartilhe:

Desde o início da pandemia, estamos vivendo uma nova realidade, nos adaptando ao novo normal. Desde que a Prefeitura Municipal de Ibitinga permitiu que fossem abertas as igrejas, seguindo orientações estabelecidas pelo Governo Municipal e Estadual, as igrejas vem se adequando e cuidando para o bem estar dos fiéis e, seguindo as normas de higiene previstas. Vem sobretudo, mantendo o distanciamento social, com ocupação de 30% da sua capacidade.

Capacidade essa que segundo representantes da Paróquia Bom Jesus nem foi atingida durante as missas. Num espaço onde suporta 700 lugares a exemplo desta igreja, a ocupação variava entre  60,70 pessoas. "Tínhamos o cuidado na fiscalização no uso de máscaras, o uso de álcool gel. Porém, na semana passada, a cidade acordou com uma nova determinação, que nos deixou no mínimo indignados. Fomos surpreendidos com uma medida judicial que impede a realização de missas, cultos religiosos e similares. A denúncia sobre nossas ações dentro do que foi orientado, foi realizada pelo coordenador da Vigilância Sanitária ao Ministério Público." - afirma o documento.

E ainda: "Infelizmente, ao que ao que parece foi uma jogada eleitoreira que acabou por atingir a igreja que anda muito preocupada com fiéis e que, acima de tudo, tem dado um suporte espiritual, a fim de promover um pouco de paz e conforto nesses tempos difíceis. Resta saber qual foi a intenção do coordenador da Vigilância Sanitária, que se de fato foi a preocupação com o bem estar do povo, ou se era somente tumultuar e tornar mais complicada a vida desse mesmo povo que anda sedento de Deus, com um joguinho sujo e eleitoreiro."  

Na nota, a Paróquia, através de seus representantes afirma: "Nossa igreja não irá se intimidar! Estamos dispostos a lutar para defender nossa igreja, nossa fé.  Vamos cobrar um esclarecimento do denunciante que parece só ter visto aglomerações e risco dentro das igrejas. Nos responda! Somente a  igreja aberta para cultos e missas causam aglomerações?  As regras de isolamento social previstas no Decreto Estadual não se aplica aos bancos, supermercados, jovens no passeiódromo (sem máscaras, bebendo), churrascos com amigos?!"

E conclui: "A população também ficou estarrecida com a determinação judicial, bem como seus líderes religiosos. Embora não considerem 'igreja' como serviço essencial, cuidar das feridas abertas por essa cruel pandemia – família sem o mínimo de estrutura emocional para gerir velhos problemas agravados por esse novo COVID-19, não tem a mínima importância, não é verdade? Precisamos refletir e acima de tudo agir. Vamos defender nossas igrejas, se preciso for, também mostrar aos órgãos judiciais o nosso ponto de vista".

O texto emitido finaliza com o nome da paróquia Senhor Bom Jesus, datado desta segunda-feira, dia 29 de junho 2020. 

Compartilhe:

Comentários (5)

silhueta de um avatar

Escreva seu cometário...

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

MARCOS ANTONIO LOURENÇO • há 6 meses

As igrejas Evangélicas da cidade de Ibitinga também foram atingidas de forma cruel e desnecessária por essa denúncia da Vigilância Sanitária. Concordo com o exposto acima. Solicito, ainda, ao Ministério Público que reveja seu posicionamento. Não importa que exista um decreto, Acima do Decreto, seja ele municipal ou estadual, está a nossa Constituição. Eu invoco a Constituição e peço ao M.P. que represente a população cristã da cidade e não vá contra ela.

Julio Soares • há 6 meses

Romanos 13
1 Cada qual seja submisso às autoridades constituídas, porque não há autoridade que não venha de Deus; as que existem foram instituídas por Deus.

2 Assim, aquele que resiste à autoridade, opõe-se à ordem estabelecida por Deus; e os que a ela se opõem, atraem sobre si a condenação.

3 Em verdade, as autoridades inspiram temor, não porém a quem pratica o bem, e sim a quem faz o mal! Queres não ter o que temer a autoridade? Faze o bem e terás o seu louvor.

4 Porque ela é instrumento de Deus para teu bem. Mas, se fizeres o mal, teme, porque não é sem razão que leva a espada: é ministro de Deus, para fazer justiça e para exercer a ira contra aquele que pratica o mal.

5 Portanto, é necessário submeter-se, não somente por temor do castigo, mas também por dever de consciência.

6 É também por essa razão que pagais os impostos, pois os magistrados são ministros de Deus, quando exercem pontualmente esse ofício.

7 Pagai a cada um o que lhe compete: o imposto, a quem deveis o imposto; o tributo, a quem deveis o tributo; o temor e o respeito, a quem deveis o temor e o respeito.

Esvaldi Marqui • há 6 meses

Realmente há que se rever essas reabertura. Concordo com a Nota publicada. Também em outras cidades aconteceu isso. Bancos, lotéricas, supermercados, pedágio, também peomovem aglomeração e estão abertos.

Publicidade

Mais notícias sobre Ibitinga

Ibitinga recebe 800 doses da CoronaVac nesta quinta-feira (21)

Ibitinga recebe 800 doses da CoronaVac nesta quinta-feira (21)

Ibitinga recebe 800 doses da CoronaVac nesta quinta-feira (21)

Pandemia avança e distanciamento social ainda é a melhor solução para salvar vidas

Pandemia avança e distanciamento social ainda é a melhor solução para salvar vidas

Boletim Covid-19: Sobe para 2427 o número de confirmados em Ibitinga

Boletim Covid-19: Sobe para 2427 o número de confirmados em Ibitinga

Ibitinga aguarda 800 doses da CoronaVac para iniciar imunização em profissionais da saúde

Ibitinga aguarda 800 doses da CoronaVac para iniciar imunização em profissionais da saúde

Mais notícias sobre Ibitinga

Ibitinga recebe 800 doses da CoronaVac nesta quinta-feira (21)

Ibitinga recebe 800 doses da CoronaVac nesta quinta-feira (21)

Ibitinga recebe 800 doses da CoronaVac nesta quinta-feira (21)

Pandemia avança e distanciamento social ainda é a melhor solução para salvar vidas

Pandemia avança e distanciamento social ainda é a melhor solução para salvar vidas

Boletim Covid-19: Sobe para 2427 o número de confirmados em Ibitinga

Boletim Covid-19: Sobe para 2427 o número de confirmados em Ibitinga

Ibitinga aguarda 800 doses da CoronaVac para iniciar imunização em profissionais da saúde

Ibitinga aguarda 800 doses da CoronaVac para iniciar imunização em profissionais da saúde

Publicidade