Logo Portal Ternura
27/05 - IBITINGA-SP
° °

Aposentadoria por idade só poderá ser pedida por telefone ou internet a partir do dia 21

Salário-maternidade também não terá mais atendimento presencial; análise de pedidos será feita automaticamente pelo INSS.


Fachada de agência do INSS em Embu-Guaçu, em São Paulo (Foto: Previdência Social/Divulgação)
Fachada de agência do INSS em Embu-Guaçu, em São Paulo (Foto: Previdência Social/Divulgação)

A partir da próxima segunda-feira (21), o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) deixará de agendar atendimento presencial para pedidos de aposentadoria por idade e salário-maternidade. Os dois benefícios só poderão ser solicitados por telefone ou internet.

A análise para concessão da aposentadoria por idade e do salário-maternidade já é feita automaticamente, com base nos dados disponíveis nos sistemas do INSS e do governo, desde setembro de 2017. Mas até então também era possível fazer o pedido pelo modelo de agendamento, que agora ficará indisponível.

Os benefícios poderão ser solicitados no site do instituto ou pelo telefone 135. O segurado receberá um número de protocolo e só será chamado a uma agência do INSS em casos excepcionais, como na falta de documentos.

De acordo com o INSS, a mudança deve reduzir o tempo de análise dos pedidos. Segundo o órgão, outros benefícios também passarão a ser solicitados dessa forma "em breve".

 

Serviços agendados

 

A partir do dia 24, serviços antes atendidos por ordem de chegada nas agências poderão ser agendados pela internet e telefone.

São eles:

  • Alterar meio de pagamento
  • Atualizar dados cadastrais do beneficiário
  • Atualizar dados do Imposto de Renda – Atualização de dependentes
  • Atualizar dados do Imposto de Renda – Declaração de Saída Definitiva do País
  • Atualizar dados do Imposto de Renda – Retificação de DIRF
  • Cadastrar Declaração de Cárcere
  • Cadastrar ou atualizar dependentes para Salário-família
  • Cadastrar ou Renovar Procuração
  • Cadastrar ou Renovar Representante legal
  • Desbloqueio do Benefício para Empréstimo
  • Desistir de Aposentadoria
  • Emitir Certidão de Inexistência de Dependentes Habilitados à
  • Pensão por Morte
  • Emitir Certidão para saque de PIS/PASEP/FGTS
  • Reativar Benefício
  • Reativar Benefício Assistencial à Pessoa com Deficiência suspenso por inclusão no mercado de trabalho
  • Renunciar cota de Pensão por Morte ou Auxílio-Reclusão
  • Solicitar Pagamento de Benefício não Recebido
  • Solicitar Valor não Recebido até a Data do Óbito do Beneficiário
  • Suspender Benefício Assistencial à Pessoa com Deficiência para inclusão no mercado de trabalho
  • Transferir Benefício para outra Agência

 

Fonte: G1


Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
criar um comentário

Nacional e Internacional

mais notícias

Governo acena garantir desconto do diesel na bomba para pôr fim a greve
há 12 horas atrás

Governo acena garantir desconto do diesel na bomba para pôr fim a greve

Governo acena garantir desconto do diesel na bomba para pôr fim a greve
Petroleiros decidem entrar em greve a partir de quarta-feira
há 12 horas atrás

Petroleiros decidem entrar em greve a partir de quarta-feira

Petroleiros decidem entrar em greve a partir de quarta-feira
Mega-Sena, concurso 2.044: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio vai a R$ 30 milhões
há 12 horas atrás

Mega-Sena, concurso 2.044: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio vai a R$ 30 milhões

Mega-Sena, concurso 2.044: ninguém acerta as seis dezenas e prêmio vai a R$ 30 milhões
Esposa de líder do maior cartel mexicano é presa
há 12 horas atrás

Esposa de líder do maior cartel mexicano é presa

Esposa de líder do maior cartel mexicano é presa
Ministro diz que PF instaurou 37 inquéritos para apurar 'apoio criminoso' de empresas à greve dos ca
há 12 horas atrás

Ministro diz que PF instaurou 37 inquéritos para apurar 'apoio criminoso' de empresas à greve dos ca

Ministro diz que PF instaurou 37 inquéritos para apurar 'apoio criminoso' de empresas à greve dos caminhoneiros