Logo Portal Ternura
24/02 - IBITINGA-SP
° °

Cerca de 45% da população mundial sofre com distúrbios do sono

Entre os problemas mais comuns estão apnéia e ronco, que atinge 24% dos brasileiros


São Paulo, setembro de 2017 - Distúrbios do sono têm se tornado cada vez mais comuns entre indivíduos de todo o mundo. De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde, 45% da população sofre com esses problemas que incluem insônia, apnéia do sono e ronco. Já entre os brasileiros, segundo a Associação Brasileira do Sono, 24% dos homens e 18% das mulheres de meia-idade roncam; acima dos 60 anos, esse índice sobe para 60% e 40%, respectivamente.

A apnéia do sono é a obstrução das vias aéreas por alguns momentos durante a noite, pela aproximação dos tecidos da garganta, fechando a passagem do ar e impedindo a respiração por alguns segundos, varias vezes por noite. Já o ronco é a vibração dos tecidos da garganta quando o ar passa e prejudica muito mais do que as pessoas imaginam. Esses problemas são mais frequentes no homem a partir dos 30 anos e nas mulheres a partir da menopausa, interferem no descanso do organismo, nos relacionamentos e podem levar até a problemas cardíacos, como pressão alta e infarto do miocárdio.

Mas afinal, como identificar e qual profissional procurar ao se deparar com esses distúrbios? De acordo com Dr. Sidnei Goldmann, dentista com mais de 20 anos de carreira, graduado em estética bucal e especialista em implantes dentários, normalmente as pessoas sabem que as noites de sono não são suficientes, mas não percebem que é o ronco que não as deixam dormir bem. Frequentemente é necessário que sejam avisadas por pessoas próximas como cônjuges, familiares e amigos.

“Recebo diversos pacientes que não percebem que roncam ou que têm apnéia, mas que recebem queixas dos parceiros e só por isso resolvem procurar um dentista. Chegando ao consultório, é possível fazer a avaliação dos sintomas e amenizá-los com alguns tratamentos como as placas de sono que têm tido ótimos resultados entre os pacientes pela facilidade de adaptação e eficácia”, explica Dr. Sidnei.

Ainda segundo Dr. Goldmann, alguns fatores contribuem para o surgimento do ronco e apnéia e entre eles estão o estresse, o sobrepeso, o sedentarismo, o consumo de álcool e até mal posicionamento dos dentes. “Procurar um dentista é importante para ter uma avaliação profunda dos tratamentos possíveis. Quem começa a usar as placas de sono para amenizar esses problemas percebem uma grande diferença na qualidade de vida e uma boa noite de sono é fundamental para o bom funcionamento do organismo”, finaliza o especialista.

 

Sobre Dr. Sidnei Goldmann:

O Dr. Sidnei Goldmann tem mais de 20 anos de carreira, é graduado em estética bucal, especialista em implantes dentários, membro da Sociedade Brasileira de Odontologia Estética e da Academia Americana de Osseointegração. Foi um dos pioneiros no uso de facetas laminadas iniciou em 1993) e é um dos poucos profissionais que já oferece inovações no mercado odontológico como o aparelho invisível.

 

https://www.facebook.com/DrSidneiGoldmann

http://www.goldmannodontologia.com.br/


Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
criar um comentário

Nacional e Internacional

mais notícias

ALCOOLISMO: Faltam leitos de psiquiatria no país, alerta Federação dos Hospitais
há 10 horas atrás

ALCOOLISMO: Faltam leitos de psiquiatria no país, alerta Federação dos Hospitais

ALCOOLISMO: Faltam leitos de psiquiatria no país, alerta Federação dos Hospitais
 Ligações de telefone fixo para móvel ficam mais baratas a partir de domingo
há 11 horas atrás

Ligações de telefone fixo para móvel ficam mais baratas a partir de domingo

Ligações de telefone fixo para móvel ficam mais baratas a partir de domingo
Conta de luz segue sem cobrança de taxa extra em março
há 11 horas atrás

Conta de luz segue sem cobrança de taxa extra em março

Conta de luz segue sem cobrança de taxa extra em março
Lei que fixa tempo máximo de espera em bancos segue desrespeitada
há 12 horas atrás

Lei que fixa tempo máximo de espera em bancos segue desrespeitada

Lei que fixa tempo máximo de espera em bancos segue desrespeitada
 Unesp divulga 4ª chamada do vestibular
há 12 horas atrás

Unesp divulga 4ª chamada do vestibular

Unesp divulga 4ª chamada do vestibular