Logo Portal Ternura
26/02 - IBITINGA-SP
° °

Facebook e Youtube tomam medidas contra conteúdo falso sobre saúde

Empresas anunciaram mudanças após pesquisas de veículos norte-americanos apontarem a proliferação em redes sociais de curas falsas para o câncer



Fake News: Facebook e Youtube adotam medidas para conter notícias falsas ou sensacionalistas sobre saúde, a maioria relacionada à cura do câncer ou anti-vacinas (Divulgação/Divulgação)

 

O Facebook e o YouTube disseram nesta terça-feira que estão tentando reduzir a propagação de versões falsas sobre tratamentos de saúde, depois que relatos em meios de comunicação mostraram a proliferação em redes sociais de curas falsas para o câncer.

O Facebook disse que fez modificações em sua página de classificação de algoritmos para reduzir as “publicações com afirmações de saúde sensacionalistas ou exageradas” e tentativas de vender produtos baseados nessas mensagens. O YouTube indicou que estava realizando ações similares.

O Wall Street Journal publicou nesta terça uma matéria baseada em suas próprias investigações que mostra que prevalecem afirmações falsas no Facebook e YouTube, tais como o uso de injeções de bicarbonato para curar o câncer.

A publicação aponta que o Facebook e o Youtube, empresa do Google, esboçaram planos para frear a propagação de versões médicas falsas depois de que as descobertas da investigação foram apresentadas a eles.

 

O Facebook disse ter feito mudanças no mês passado como parte do esforço para reduzir a propagação de versões médicas enganosas, incluindo as de grupos que se opõem ao uso de vacinas recomendadas. “Para ajudar as pessoas a obterem informações de saúde precisas e apoiar suas necessidades é imperativo que minimizemos os conteúdos de saúde sensacionalistas ou enganosos”, disse em uma publicação de blog Travis Yeh, gerente de produto do Facebook.

“Nós lidamos com isso de forma semelhante a como reduzimos anteriormente conteúdos de baixa qualidade como clickbaits: identificando frases que eram comumente usadas nesses posts para prever quais mensagens poderiam incluir afirmações sensacionalistas de saúde ou promoção de produtos com alegações relacionadas à saúde, e, em seguida, mostrando estes mais abaixo no feed de notícias”.

O artigo do The Wall Street Journal, baseado em entrevistas com médicos, advogados, especialistas em privacidade e outros, encontraram muitas afirmações falsas ou enganosas sobre tratamentos de câncer anunciados on-line.

Estes incluíram vídeos que defendem o uso de pomadas para matar células que poderiam ser perigosas, regimes dietéticos não verificados ou técnicas de detecção que não foram validadas.

O YouTube disse que vem trabalhando há algum tempo para reduzir a desinformação na plataforma. A “desinformação é um desafio difícil e qualquer desinformação sobre temas médicos é especialmente preocupante”, disse o porta-voz do YouTube em um comunicado enviado na terça-feira por e-mail.

“Tomamos uma série de medidas para abordar este problema, incluindo o aparecimento de conteúdo mais autorizado em nosso site para as pessoas que buscam temas relacionados com o tratamento do câncer, começando a reduzir as recomendações de certos vídeos de desinformação médica e mostrando painéis com mais fontes onde podem verificar a informação por si mesmos”.

 

Fonte: Exame


Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
criar um comentário

Nacional e Internacional

mais notícias

Aumenta o endividamento de famílias de classe baixa no país
há 1 hora atrás

Aumenta o endividamento de famílias de classe baixa no país

Aumenta o endividamento de famílias de classe baixa no país
China tem mais de 78 mil casos de Covid-19 e anuncia quarentena para turistas de países atingidos
há 1 hora atrás

China tem mais de 78 mil casos de Covid-19 e anuncia quarentena para turistas de países atingidos

China tem mais de 78 mil casos de Covid-19 e anuncia quarentena para turistas de países atingidos
'É uma gripe, vamos passar por ela', diz ministro da Saúde sobre caso suspeito de coronavírus em SP
há 2 horas atrás

'É uma gripe, vamos passar por ela', diz ministro da Saúde sobre caso suspeito de coronavírus em SP

'É uma gripe, vamos passar por ela', diz ministro da Saúde sobre caso suspeito de coronavírus em SP
Homem que veio da Itália é o primeiro caso de coronavírus no Brasil
há 3 horas atrás

Homem que veio da Itália é o primeiro caso de coronavírus no Brasil

Homem que veio da Itália é o primeiro caso de coronavírus no Brasil
Águia de Ouro é a campeã do carnaval de SP pela 1ª vez
há 14 horas atrás

Águia de Ouro é a campeã do carnaval de SP pela 1ª vez

Águia de Ouro é a campeã do carnaval de SP pela 1ª vez