Fatec de São José dos Campos desenvolve colete tecnológico para cães de resgate

Equipamento que permite o monitoramento remoto das condições de saúde dos animais durante o salvamento foi doado para o Corpo de Bombeiros.

Compartilhe:


Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo

 

O trabalho de super-heróis dos cães de resgate em missões de salvamento pode contar agora com um aliado inteligente. Trata-se de um colete tecnológico, desenvolvido na Fatec de São José dos Campos, equipado com câmeras e sensores para monitorar a saúde do cachorro e o ambiente onde ele será inserido. O foco principal dos desenvolvedores deste sistema foi garantir a proteção do cachorro, por meio do monitoramento das condições físicas e emocionais, além de aumentar a eficiência das operações.

O projeto multidisciplinar envolveu conhecimentos das áreas das indústrias 4.0, de Automação e de Tecnologia da Informação e coordenação da professora Vera Lúcia Monteiro do curso superior tecnológico de Logística. No total, foram três anos de pesquisas realizadas por professores e estudantes dos cursos de Tecnologia da Informação e Logística, além de pesquisadores e docentes de outras instituições acadêmicas.

A tecnologia foi testada e aprovada pela cadela Hope da unidade do Corpo de Bombeiros no Ipiranga, zona Sul da Capital, e doada para a instituição. Um colete similar ao desenvolvido pela Fatec custaria cerca de R$ 20 mil no mercado, mas o custo de produção ficou bem abaixo desse valor por causa da colaboração de professores, estudantes e acesso aos laboratórios da Fatec.

O hardware e software embutidos no equipamento permitiram a comunicação e geolocalização. As equipes de salvamento conseguem monitorar os batimentos cardíacos, oxigenação, pressão sanguínea e temperatura corporal do animal mesmo quando ele está fora do campo de visão. Com base nestes dados, os monitores passam os comandos para o cachorro descansar, seguir ou retornar. “O monitoramento das condições físicas e de estresse do animal é fundamental porque para os cães a operação de resgate é uma brincadeira e por isso eles não têm limites”, explica Vera.

Mais inteligência e segurança

Outro dispositivo de segurança do colete tecnológico é o GPS que envia dados de localização geográfica e sinais de detecção de gases nocivos. As informações otimizam a operação de resgate porque evitam que os cães repitam percursos perigosos e também reduzem as ameaças de acidentes.

Além de programação, o desenvolvimento deste sistema demandou muita pesquisa. Os estudantes fizeram entrevistas com profissionais da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e veterinários. “Os alunos foram a campo para conhecer como funcionam as operações de resgate, quais são as atribuições dos cães e qual tipo de tecnologia responderia melhor às demandas dos desastres”.

Outras instituições estão entrando em contato com a professora para ter acesso à tecnologia. Além de resgate em acidentes, o equipamento pode ser utilizado nas operações de busca de drogas e bombas e inclusive ser adaptado para uso em outras espécies como nos cavalos, por exemplo. A inovação e criatividade desenvolvidas na Fatec criam soluções e podem inspirar novos usos.

 

 

Fonte: Governo do Estado de São Paulo

Compartilhe:

Comentários (0)

silhueta de um avatar

Escreva seu cometário...

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Publicidade

Mais notícias sobre Nacional e Internacional

São Paulo vai testar novo soro do Butantan no tratamento de pacientes com coronavírus

São Paulo vai testar novo soro do Butantan no tratamento de pacientes com coronavírus

São Paulo vai testar novo soro do Butantan no tratamento de pacientes com coronavírus

Postos do Poupatempo fecham temporariamente a partir deste sábado (06)

Postos do Poupatempo fecham temporariamente a partir deste sábado (06)

Grendene registra receita bruta histórica de R$ 1 bilhão no quarto trimestre de 2020

Grendene registra receita bruta histórica de R$ 1 bilhão no quarto trimestre de 2020

Butantan recebe insumos para mais 14 milhões de doses de vacina

Butantan recebe insumos para mais 14 milhões de doses de vacina

Mais notícias sobre Nacional e Internacional

São Paulo vai testar novo soro do Butantan no tratamento de pacientes com coronavírus

São Paulo vai testar novo soro do Butantan no tratamento de pacientes com coronavírus

São Paulo vai testar novo soro do Butantan no tratamento de pacientes com coronavírus

Postos do Poupatempo fecham temporariamente a partir deste sábado (06)

Postos do Poupatempo fecham temporariamente a partir deste sábado (06)

Grendene registra receita bruta histórica de R$ 1 bilhão no quarto trimestre de 2020

Grendene registra receita bruta histórica de R$ 1 bilhão no quarto trimestre de 2020

Butantan recebe insumos para mais 14 milhões de doses de vacina

Butantan recebe insumos para mais 14 milhões de doses de vacina

Publicidade