Japão pode liberar US$ 503 bilhões contra efeitos do coronavírus

Pacote inclui pagamento a famílias que perderam dinheiro com pandemia.

Compartilhe:


Foto: Reprodução/Marcello Casal Jr/Agência Brasil
 

O governo do Japão pretende liberar um pacote de estímulo fiscal - que vale aproximadamente 10% da produção econômica anual - para combater o impacto do surto de coronavírus, informou o jornal Nikkei nesta quarta-feira (25).

O pacote, que vale mais de 56 trilhões de ienes (US$ 503 bilhões, incluirá pagamentos em dinheiro para famílias que viram sua renda cair devido à pandemia, disse o jornal, sem citar fontes.

Esse tamanho de estímulo colocaria o Japão em linha com as intervenções de outros grandes países desenvolvidos para conter o choque da crise da saúde que fechou lojas e escritórios, isolou populações e levou as cadeias de suprimentos perto do ponto de ruptura.

Os pagamentos em dinheiro podem começar já em maio, com o governo considerando oferecer a cada família até 300 mil ienes.

O governo compilou um pacote de estímulo de 26 trilhões de ienes em dezembro passado para lidar com o impacto da guerra comercial Estados Unidos-China na economia japonesa, dependente de exportação.

Como grande parte disso ainda não foi gasta, o governo desviará algumas medidas contra o coronavírus e fornecerá fundos adicionais de até mais de 56 trilhões de ienes.

Verbas podem ser aprovadas em abril

Um orçamento suplementar para financiar o novo pacote será aprovado pelo gabinete no início de abril e enviado ao parlamento, com o objetivo de aprovação no final desse mês, segundo o Nikkei.

Fontes disseram à agência de notícias Reuters que o governo está trabalhando em um pacote de estímulo no valor de 30 trilhões de ienes em resposta à epidemia, incluindo gastos fiscais diretos superiores a 15 trilhões de ienes.

Proibições de viagens em todo o mundo e cancelamentos de eventos, incluindo a Olimpíada de Tóquio, aplicaram tensões adicionais sobre a economia do Japão, que já estava à beira da recessão.

Enquanto o governo almeja grandes gastos, o Banco do Japão também está pronto para expandir o estímulo pelo segundo mês consecutivo em abril, se a pandemia levar a cortes de empregos e gastos de capital grandes o suficiente para prejudicar as perspectivas de recuperação econômica, dizem fontes.

 

 

Fonte: Reuters

Compartilhe:

Comentários (0)

silhueta de um avatar

Escreva seu cometário...

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Publicidade

Mais notícias sobre Nacional e Internacional

São Paulo vai testar novo soro do Butantan no tratamento de pacientes com coronavírus

São Paulo vai testar novo soro do Butantan no tratamento de pacientes com coronavírus

São Paulo vai testar novo soro do Butantan no tratamento de pacientes com coronavírus

Postos do Poupatempo fecham temporariamente a partir deste sábado (06)

Postos do Poupatempo fecham temporariamente a partir deste sábado (06)

Grendene registra receita bruta histórica de R$ 1 bilhão no quarto trimestre de 2020

Grendene registra receita bruta histórica de R$ 1 bilhão no quarto trimestre de 2020

Butantan recebe insumos para mais 14 milhões de doses de vacina

Butantan recebe insumos para mais 14 milhões de doses de vacina

Mais notícias sobre Nacional e Internacional

São Paulo vai testar novo soro do Butantan no tratamento de pacientes com coronavírus

São Paulo vai testar novo soro do Butantan no tratamento de pacientes com coronavírus

São Paulo vai testar novo soro do Butantan no tratamento de pacientes com coronavírus

Postos do Poupatempo fecham temporariamente a partir deste sábado (06)

Postos do Poupatempo fecham temporariamente a partir deste sábado (06)

Grendene registra receita bruta histórica de R$ 1 bilhão no quarto trimestre de 2020

Grendene registra receita bruta histórica de R$ 1 bilhão no quarto trimestre de 2020

Butantan recebe insumos para mais 14 milhões de doses de vacina

Butantan recebe insumos para mais 14 milhões de doses de vacina

Publicidade