Logo Portal Ternura
13/12 - IBITINGA-SP
° °

Petrobras eleva em 1,6% preço da gasolina na refinaria, 2ª alta desde setembro

Preço do litro do produto passará de R$ 1,5339 para R$ 1,5585 a partir deste sábado (8).


 

 Refinaria Presidente Bernardes (RPBC), da Petrobras, em Cubatão, SP — Foto: José Claudio Pimentel/G1
Refinaria Presidente Bernardes (RPBC), da Petrobras, em Cubatão, SP — Foto: José Claudio Pimentel/G1

A Petrobras elevou em 1,60% preço da gasolina nas refinarias após manter o valor inalterado por quatro dias consecutivos. Com isso, o preço do litro do produto passará de R$ 1,5339 para R$ 1,5585 a partir deste sábado (8).

Trata-se da segunda alta desde meados de setembro. Na sexta-feira da semana passada (30), a empresa tinha feito um reajuste de 2,21% no preço do combustível, após uma sequência de cortes no preço de venda para as distribuidoras.

O repasse do reajuste para o preço final pago pelos consumidores depende de distribuidores, revendedores, impostos, além da mistura obrigatória de etanol anidro na composição da gasolina vendida nos postos.

O aumento do preço da gasolina nas refinarias ocorre em meio a uma alta do dólar frente ao real na semana, que encarece as importações, e também em função da queda do preço do barril de petróleo.

Quanto ao diesel, a Petrobras informou na semana passada a redução de 15,3% do preço médio do produto em suas refinarias e terminais, para R$ 1,7984 por litro. O reajuste será válido até 15 de dezembro e corresponde ao quinto período da 3ª fase do programa federal de subvenção ao preço do diesel.

A Petrobras adota novo formato na política de ajuste de preços desde 3 de julho do ano passado. Pela nova metodologia, os reajustes acontecem com maior periodicidade, inclusive diariamente. A política leva em consideração o câmbio e também os preços do petróleo no mercado internacional, além de outros fatores.

Desde o início da nova metodologia, o preço da gasolina nas refinarias acumula alta de 18,79% e, o do diesel, valorização de 32,65%, segundo dados do Valor Online.

 

Preço nas bombas

 

O preço médio da gasolina para o consumidor terminou a semana passada em queda de 1%, o que representa um recuo de apenas R$ 0,04, para o total de R$ 4,505 por litro, segundo levantamento semanal da Agência Nacional do Petróleo, do Gás Natural e dos Biocombustíveis (ANP).

No mês de novembro, a queda do valor nas bombas foi de cerca de 4%, ou o equivalente a R$ 0,21. A queda foi bem menor do que a promovida nas refinarias, de 1,3% na semana e 17% no mês, aproximadamente.

Segundo cálculo mais recente da Petrobras, o preço que a empresa cobra nas refinarias representa menos de um terço (26%) do valor pago pelos consumidores. Os números sugerem que, nos últimos meses, os postos vêm aumentando sua margem de lucro.

 

Fonte: G1


Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
criar um comentário

Nacional e Internacional

mais notícias

Morre quinta pessoa baleada por atirador durante ataque na Catedral de Campinas
há 16 horas atrás

Morre quinta pessoa baleada por atirador durante ataque na Catedral de Campinas

Morre quinta pessoa baleada por atirador durante ataque na Catedral de Campinas
Gasolina da Petrobras engata altas e já acumula ganho de 7,4% em dezembro
há 16 horas atrás

Gasolina da Petrobras engata altas e já acumula ganho de 7,4% em dezembro

Gasolina da Petrobras engata altas e já acumula ganho de 7,4% em dezembro
Governadores eleitos se reúnem com Moro e Toffoli para tratar de segurança pública
há 17 horas atrás

Governadores eleitos se reúnem com Moro e Toffoli para tratar de segurança pública

Governadores eleitos se reúnem com Moro e Toffoli para tratar de segurança pública
Polícia identifica atirador que matou 4 durante missa na Catedral de Campinas
há 22 horas atrás

Polícia identifica atirador que matou 4 durante missa na Catedral de Campinas

Polícia identifica atirador que matou 4 durante missa na Catedral de Campinas
Theresa May vai enfrentar voto de desconfiança nesta quarta
há 22 horas atrás

Theresa May vai enfrentar voto de desconfiança nesta quarta

Theresa May vai enfrentar voto de desconfiança nesta quarta