Logo Portal Ternura
23/07 - IBITINGA-SP
° °

Senado aprova nova Lei das Agências Reguladoras e exclui possibilidade de indicações políticas

Nova legislação padroniza normas sobre gestão, poder e controle social das agências reguladoras, como a Anatel e a Anvisa


Waldemir Barreto/Agência Senado
Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

 

A Lei Geral das Agências Reguladoras (PLS 52/2013) foi aprovada, na noite desta terça-feira (29), pelo plenário do Senado Federal e agora segue para sanção do presidente Jair Bolsonaro. 

A proposta padroniza as normas sobre gestão, poder e controle social das agências reguladoras, como a Anatel e a Anvisa. O objetivo é garantir a autonomia dessas autarquias, além de dar mais transparência à atividade regulatória ao estabelecer medidas para evitar interferências do setor político e privado.

“Esse projeto se baseia, em primeiro lugar, em estabelecer as regras gerais para o funcionamento das agências reguladoras sobre a forma de autarquias especiais. Terão a necessidade de comprovar, de maneira muito clara e cristalina, a boa prestação dos seus serviços”, afirmou o senador Antônio Anastasia (PSDB-MG), que foi relator da proposta na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa.

A nova legislação estabelece um limite de cinco anos para o exercício de mandato do presidente e dos diretores dessas autarquias. A norma ainda determina que os candidatos a esses cargos serão selecionados de acordo com uma lista tríplice a ser apresentada ao presidente da República. O indicado pelo Planalto será sabatinado pelo Senado. Quem quiser se candidatar a uma vaga na diretoria colegiada desses órgãos deverá comprovar experiência de cinco anos na área de atuação.

De acordo com Anastasia, a nova regra atende ao desejo da população, que pede por serviços públicos transparentes e de qualidade.

“Nós estamos cansados de reclamar diariamente da má qualidade dos serviços públicos no Brasil, sejam eles serviços de transporte, serviços de energia elétrica, combustíveis. E essa reclamação se consolida, portanto, na nova Lei. Ela, inclusive, prevê de maneira muito clara a forma de transparência, de reclamação dos usuários dos serviços públicos”, completa.

Trâmite

De autoria do ex-senador Eunício Oliveira, o PLS 52/2013 foi aprovado pelo Senado em 2016 e enviado para a Câmara, que o aprovou com alterações em 2018. 

O substitutivo com as mudanças realizadas pelos deputados foi enviado de volta ao Senado. A Casa, porém, aprovou o texto descartando algumas das alterações feitas pela Câmara. 

Entre os pontos rejeitados, o Senado vetou a revogação de um dispositivo da Lei de Responsabilidade das Estatais (Lei 13.303/2016) que poderia permitir a nomeação de dirigentes partidários e de parentes de políticos para os conselhos de administração e as diretorias de empresas públicas.

 

Agência do Rádio Brasileiro para o Portal Ternura de Notícias


Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
criar um comentário

Nacional e Internacional

mais notícias

Vacina contra o sarampo deve ser tomada por crianças e adultos que não foram totalmente imunizados n
há 1 hora atrás

Vacina contra o sarampo deve ser tomada por crianças e adultos que não foram totalmente imunizados n

Vacina contra o sarampo deve ser tomada por crianças e adultos que não foram totalmente imunizados na infância
Seis meses após desastre em Brumadinho, legislação de barragens segue inalterada
há 1 hora atrás

Seis meses após desastre em Brumadinho, legislação de barragens segue inalterada

Seis meses após desastre em Brumadinho, legislação de barragens segue inalterada
Julgamento no STF deverá definir limites para compartilhamento de informações sigilosas; entenda
há 1 hora atrás

Julgamento no STF deverá definir limites para compartilhamento de informações sigilosas; entenda

Julgamento no STF deverá definir limites para compartilhamento de informações sigilosas; entenda
Celular do ministro Paulo Guedes é hackeado, diz assessoria
há 1 hora atrás

Celular do ministro Paulo Guedes é hackeado, diz assessoria

Celular do ministro Paulo Guedes é hackeado, diz assessoria
HEPATITE C: 50 mil pessoas por ano devem receber tratamento contra a doença no Brasil
há 2 horas atrás

HEPATITE C: 50 mil pessoas por ano devem receber tratamento contra a doença no Brasil

HEPATITE C: 50 mil pessoas por ano devem receber tratamento contra a doença no Brasil