Logo Portal Ternura
22/02 - IBITINGA-SP
° °

SP registra recorde histórico de chuva para o mês de julho em apenas 24 horas, diz Inmet

Entre quinta (4) e sexta (5) choveu 123,6 milímetros. Essa é a maior medição para o mês em 76 anos de observação.


Pedestres se protegem da chuva na Avenida Santo Amaro, na Zona Sul de São Paulo, nesta sexta (5) — Foto: Renato S. Cerqueira/Estadão Conteúdo
Pedestres se protegem da chuva na Avenida Santo Amaro, na Zona Sul de São Paulo, nesta sexta (5) — Foto: Renato S. Cerqueira/Estadão Conteúdo

 

A cidade de São Paulo registrou o recorde histórico de chuva para o mês de julho no período de 24 horas. De acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), choveu 123,6 milímetros entre quinta (4) e sexta-feira (5). O temporal atingiu a capital paulista após a cidade ficar 28 dias sem chuva.

O índice foi medido no Mirante de Santana, na Zona Norte da cidade. Esse volume de chuva representa o recorde de toda a série histórica para o mês de julho em 76 anos de observação e o recorde anterior havia sido medido em 3 de julho de 1976, com 70,8 milímetros.

O volume de chuva que atingiu São Paulo nas últimas 24 horas já é o 4º maior da série histórica. O maior volume de chuva foi registrado no dia 21 de dezembro de 1988 com 151,8 milímetros.

Pedestres andam sob chuva, nesta sexta (5), na Avenida São Luiz, região central da cidade — Foto: Dario Oliveira/Estadão Conteúdo
Pedestres andam sob chuva, nesta sexta (5), na Avenida São Luiz, região central da cidade — Foto: Dario Oliveira/Estadão Conteúdo

 

O total de volume acumulado de chuva em julho é de 146 milímetros, quase três vezes a média do mês, que é de 43 mm. Segundo o Inmet, a tendência é que a chuva pare nas próximas horas.

 

Alagamentos

 

A chuva que começou a atingir São Paulo na madrugada de quinta-feira (4) causou problemas no trânsito da capital. No começo da manhã desta sexta (5), havia alagamentos e interdições na Marginal Tietê, um dos principais corredores da cidade, e também na Rodovia Anhanguera.

O rodízio municipal de veículos foi suspenso na manhã desta sexta-feira devido aos pontos de alagamento. A prefeitura ainda não confirmou a suspensão para o período da tarde.

Às 8h30, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrava 86 km de congestionamento em toda a cidade. Apesar da lentidão provocada por causa da chuva e dos pontos de alagamento, o trânsito está dentro da média devido ao período de férias escolares.

No mesmo período, a Marginal Tietê era a via que apresentava a pior condição, com 7,9 km de lentidão no sentido Castello Branco em todas as pistas entre a Avenida Aricanduva e Ponte das Bandeiras. No sentido Ayrton Senna, a via tinha 6,3 km de filas da Ponte do Piqueri até a Ponte das Bandeiras, na pista expressa.

Até às 11h55, as pistas central e expressa da Marginal Tietê, sentido Ayrton Senna e Castelo Branco, ainda estavam intransitáveis, segundo o Centro de Gerenciamento de Emergência.

 

Fonte: G1


Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
criar um comentário

Nacional e Internacional

mais notícias

Polícia Rodoviária inicia operação
há 52 minutos atrás

Polícia Rodoviária inicia operação "Carnaval 2020"

Polícia Rodoviária inicia operação "Carnaval 2020"
G20 se reúne para tratar impacto do coronavírus — mortes chegam a 2.247
há 20 horas atrás

G20 se reúne para tratar impacto do coronavírus — mortes chegam a 2.247

G20 se reúne para tratar impacto do coronavírus — mortes chegam a 2.247
Governo quer trazer fábrica da Tesla para o Brasil
há 21 horas atrás

Governo quer trazer fábrica da Tesla para o Brasil

Governo quer trazer fábrica da Tesla para o Brasil
Tropas do Exército começam a patrulhar ruas da Grande Fortaleza nesta sexta-feira
há 21 horas atrás

Tropas do Exército começam a patrulhar ruas da Grande Fortaleza nesta sexta-feira

Tropas do Exército começam a patrulhar ruas da Grande Fortaleza nesta sexta-feira
Dólar renova máxima histórica e ultrapassa R$ 4,40 pela 1ª vez na história
há 21 horas atrás

Dólar renova máxima histórica e ultrapassa R$ 4,40 pela 1ª vez na história

Dólar renova máxima histórica e ultrapassa R$ 4,40 pela 1ª vez na história