Após médico cogitar abuso, polícia apura negligência em morte de bebê

Criança piorou após alta em UPA de Serrana e morreu por inflamação aguda. Legista descartou agressão; delegado vai ouvir pais e equipe de saúde.

Compartilhe:


Inquérito apura suspeita de negliência na UPA de Serrana (Foto: Reprodução/EPTV)

A Polícia Civil instaurou um inquérito para apurar se houve negligência médica no atendimento de uma criança de oito meses que morreu na quarta-feira (2) depois de ser atendida duas vezes pela Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Serrana (SP).

O Instituto Médico Legal (IML) de Ribeirão Preto (SP) constatou que o bebê morreu por gastroenterite aguda e não poderia ter sido liberado na noite de terça-feira (1º), quando teve febre alta e seus pais procuraram a unidade pela primeira vez, disse o delegado da Polícia Civil no município, Adalberto Gonini Júnior, após obter informações com a médica legista que analisou o corpo.

O caso começou a ser investigado depois que, segundo a polícia e o Conselho Tutelar de Serrana, um médico da UPA levantou a hipótese de a criança ter sido vítima de abuso sexual, o que foi descartado pelo IML, de acordo com Gonini Júnior.

A legista disse que não poderia liberar nesse quadro em que estava, ela [a criança] estava com problema respiratório grave"

Adalberto Gonini Júnior,
delegado em Serrana

Procurada, a secretária municipal de Saúde, Miriam Marcelani, e o diretor da UPA, Wilson de Souza, informaram que precisam ter acesso ao laudo do instituto antes de se posicionar.

Morte suspeita
A menina de oito meses foi levada à Unidade de Pronto Atendimento na tarde de terça-feira com febre superior a 39 graus. Depois de ser medicada, a criança foi liberada e levada pelos pais para casa, informou a Polícia Civil.

No dia seguinte, ela apresentou piora e foi levada novamente à UPA, onde morreu no final da manhã desta quarta-feira. O corpo foi levado para exame no IML de Ribeirão e um boletim de ocorrência por morte suspeita foi registrado na delegacia depois que um médico levantou a suspeita de agressões, inclusive sexuais, na criança. Os pais da menina negaram ter praticado qualquer violência contra a filha, segundo o presidente do Conselhro Tutelar de Serrana, Pedro Rocha.

Gonini Júnior disse que, em contato com a médica legista responsável pelo laudo, foi informado que o exame descartou a existência de qualquer sinal de abuso. Além disso, a responsável pelo laudo disse que o caso merecia mais atenção da unidade de saúde.

Segundo ele, o IML constatou que a menina, que morreu com gastroenterite aguda, teve uma infecção na orelha que evoluiu para uma inflamação na garganta. "A legista disse que não poderia liberar nesse quadro em que estava, ela [a criança] estava com problema respiratório grave", afirmou.

O delegado instaurou um inquérito por negligência médica e quer apurar o que levou a UPA a liberar a criança na terça-feira. Ele vai oficiar a unidade a informar quem são os médicos que atenderam a menina, para que prestem depoimento, assim como os pais da paciente e o pessoal da creche que a criança frequentava.

"A infecção na orelha é clara, estava com pus, ela estava com ouvido fechado, estava muito inflamado o buraco da orelha."

Secretaria de Saúde
A secretária de Saúde de Serrana, Mirian Marcelani, assim como o diretor da UPA, Wilson de Souza, disseram que ainda não tiveram acesso ao laudo e que preferiam se manifestar posteriormente.

Mirian afirmou, no entanto, que não teve informação de que os pais da paciente reclamaram de negligência no atendimento e afirmou que a equipe da unidade de atendimento atuou para tentar evitar a morte da paciente.

"Foi feito quase o impossível, são outros fatos que temos que apurar primeiro", alegou.

Representantes do Conselho Tutelar, que acompanha morte de bebê em Serrana, SP (Foto: Reprodução/EPTV)
Representantes do Conselho Tutelar, que acompanha morte de bebê em Serrana (Foto: Reprodução/EPTV)

Fonte: G1

Compartilhe:

Comentários (0)

silhueta de um avatar

Escreva seu cometário...

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Publicidade

Publicidade

Mais notícias sobre Regional

Pai e filho morrem em acidente com três caminhões em rodovia de Avaré

Pai e filho morrem em acidente com três caminhões em rodovia de Avaré

Pai e filho morrem em acidente com três caminhões em rodovia de Avaré

Homem morre ao ser atropelado por carro na Rodovia Washington Luís em Araraquara

Homem morre ao ser atropelado por carro na Rodovia Washington Luís em Araraquara

Homem é morto a facadas na porta de casa em Botucatu

Homem é morto a facadas na porta de casa em Botucatu

Homem é socorrido com queimaduras após explosão de celular em Cândido Mota

Homem é socorrido com queimaduras após explosão de celular em Cândido Mota

Publicidade

Mais notícias sobre Regional

Pai e filho morrem em acidente com três caminhões em rodovia de Avaré

Pai e filho morrem em acidente com três caminhões em rodovia de Avaré

Pai e filho morrem em acidente com três caminhões em rodovia de Avaré

Homem morre ao ser atropelado por carro na Rodovia Washington Luís em Araraquara

Homem morre ao ser atropelado por carro na Rodovia Washington Luís em Araraquara

Homem é morto a facadas na porta de casa em Botucatu

Homem é morto a facadas na porta de casa em Botucatu

Homem é socorrido com queimaduras após explosão de celular em Cândido Mota

Homem é socorrido com queimaduras após explosão de celular em Cândido Mota

Publicidade