Logo Portal Ternura
27/06 - IBITINGA-SP
° °

Após rebelião em Jardinópolis, SP, 335 recapturados vão para regime fechado

SAP informou que 470 detentos em semiaberto fugiram na quinta-feira (29). Centro de Progressão tem capacidade para 1.080 presos, mas tinha 1.864.



Presos recapturados são levados para unidades de regime fechado (Foto: Reprodução/EPTV)

A Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) informou na tarde desta sexta-feira (30) que 335 presos que fugiram do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Jardinópolis (SP) já foram recapturados.

Todos perderão o direito ao regime semiaberto e, segundo a SAP, já estão sendo levados a unidades penais fechadas na região de Ribeirão Preto (SP). A Secretaria informou no fim da tarde desta sexta que, ao todo, 470 fugiram do presídio.

O CPP de Jardinópolis tem capacidade para 1.080 detentos em semiaberto, mas abrigava 1.864 presos. A rebelião teve início por volta de 9h desta quinta-feira (29), durante a revista de rotina. Não houve reféns.

Os presos atearam fogo em colchões de um dos pavilhões, derrubaram uma grade de 4 metros de altura e fugiram pela Rodovia Cândido Portinari (SP-334). Segundo a PM, alguns se esconderam no meio de um canavial, onde havia um incêndio.

Oito detentos ficaram feridos e foram levados a hospitais de Ribeirão e de Jardinópolis. Um corpo carbonizado também foi encontrado entre a plantação e, segundo o delegado César Augusto de França, há a suspeita de que seja de um dos fugitivos.

De acordo com testemunhas que pescavam no Rio Pardo, próximo à rodovia, quatro presos chegaram até as margens do rio e pularam na água. Três deles conseguiram atravessar até o outro lado nadando e um deles sumiu.

CPP em Jardinópolis continua movimentado, um dia após rebelião e fugas (Foto: Reprodução/EPTV)
CPP em Jardinópolis continua movimentado, um dia após rebelião e fugas (Foto: Reprodução/EPTV)

Descontentamento
Ao serem recapturados, dois fugitivos afirmaram que a rebelião foi causada pela insatisfação dos presos com as punições adotadas pela direção do presídio, como a suspensão das visitas. A dupla foi recapturada junto com outros dois detentos em um canavial.

“Eles estão cortando a nossa visita sem motivo nenhum. Batem em nós. Qualquer coisa, eles cortam a nossa visita. Querem ficar batendo em nós, arrastar nós para o [regime] fechado. Não tem nada de benefício na cadeia”, disse um dos presos.

O homem também contou que o motim teve início porque, na manhã de quinta-feira, todos os presos foram colocados no pátio para a revista de rotina, sem agasalhos e sem terem recebido o café da manhã.

“Eles fizeram a gente levantar cedo, na contagem, deixaram no frio, sem manta, sem nada, não pagaram nosso café. Do nada o negócio virou”, afirmou.

PM continua realizando buscas em canavial próximo ao CPP em Jardinópolis (Foto: Reprodução/EPTV)
PM continua realizando buscas em canavial próximo ao CPP em Jardinópolis (Foto: Reprodução/EPTV)

SAP justifica
Em nota enviada na noite de quinta-feira, a SAP informou que não havia motivos para a rebelião, mas suspeitava que as fugas foram provocadas pelo descontentamento em relação às revistas diárias.

A Secretaria justificou que a maioria exerce atividade laboterápica. "Dos 1861 presos, 1.602 trabalham dentro e fora do presídio, e 662 estudam no ensino regular e/ou profissionalizante – parte dos presos estuda e trabalha, inclusive", diz o comunicado.

Ainda de acordo com a SAP, a alimentação é produzida na cozinha do próprio CPP, por presos devidamente treinados. A pasta exemplifica também que, na saída temporária do Dia dos Pais, dos 1.166 presos liberados para visitas, 1.131 retornaram, ou seja, 97% do total.

"O CPP é uma unidade de regime semiaberto e de acordo com a legislação brasileira e finalidade da pena, é totalmente circundado por alambrados e não conta com vigilância armada, como nos presídios de regime fechado", diz a nota.

PM tenta controlar a situação no CPP de Jardinópolis, SP (Foto: Reprodução/EPTV)
PM ajuda a controlar segurança no CPP em Jardinópolis durante rebelião (Foto: Reprodução/EPTV)

Fonte: G1


Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
criar um comentário

Regional

mais notícias

Confusão após manifesto de funcionários da Prefeitura de Taquaritinga
há 12 horas atrás

Confusão após manifesto de funcionários da Prefeitura de Taquaritinga

Confusão após manifesto de funcionários da Prefeitura de Taquaritinga
Alesp lança Frente Parlamentar com debate sobre redução da violência
há 19 horas atrás

Alesp lança Frente Parlamentar com debate sobre redução da violência

Alesp lança Frente Parlamentar com debate sobre redução da violência
Urna de sorteito reuniu mais de 80 mil cupons
há 19 horas atrás

Urna de sorteito reuniu mais de 80 mil cupons

Urna de sorteito reuniu mais de 80 mil cupons
Casas são destruídas por incêndio em São Carlos
há 19 horas atrás

Casas são destruídas por incêndio em São Carlos

Casas são destruídas por incêndio em São Carlos
Casal usa filho para vender drogas em Dobrada, SP
há 19 horas atrás

Casal usa filho para vender drogas em Dobrada, SP

Casal usa filho para vender drogas em Dobrada, SP