Logo Portal Ternura
13/12 - IBITINGA-SP
° °

Prefeito de Barretos processa o próprio município para receber R$ 260 mil em férias e 13º salário

Em ação, Guilherme Ávila (PSDB) cita decisão de 2017 do STF que dá direito a benefícios aos governantes municipais. Jurídico da Prefeitura disse que é obrigação do município recorrer desse tipo de ação.


O prefeito de Barretos (SP), Guilherme Ávila (PSDB), processou a própria administração municipal para receber R$ 260 mil em férias, um terço de férias e décimo terceiro salário que ele reclama não ter recebido nos últimos cinco anos.

Ávila atualmente ganha, em rendimentos brutos, R$ 23,7 mil por mês como prefeito. Desde 2014, ele recebeu cerca de R$ 1,5 milhão com o subsídio referente ao cargo que exerce, segundo um documento emitido pelo departamento de recursos humanos da administração obtido pela EPTV, afiliada da TV Globo.

Na ação ajuizada este mês, a defesa do chefe do Executivo cita um entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF) de 2017, de que essas gratificações devem ser pagas a agentes políticos como o prefeito. Apesar disso, outros prefeitos da região, como Ribeirão Preto (SP), não recebem tais benefícios.

Procurado pela reportagem, Ávila não quis conceder entrevista. Em nota, ele reforçou o argumento de que o plenário do STF entendeu que é direito de todos os prefeitos do país receber abono de férias e décimo terceiro.

Também justificou que entrou com a ação para que não ficasse nenhuma dúvida sobre a legalidade de uma autorização para ter acesso a benefícios previstos pela Constituição Federal.

Alvo da ação, o departamento jurídico da Prefeitura de Barretos informou que ainda não foi notificado, mas que é obrigação do município recorrer independente de quem seja o autor.

Férias, 1/3 de férias e 13º salário

A ação de cobrança em nome do prefeito de Barretos foi ajuizada do dia 7 deste mês. Na petição, a defesa do chefe do Executivo pede o ressarcimento de R$ 113 mil em férias, R$ 37,6 mil em um terço de férias e mais R$ 108,5 mil em décimo terceiro salário que não foram recebidos nos últimos cinco anos.

"Requerente faz jus ao gozo das férias com o recebimento das verbas acima indicadas, quais sejam, 1/3 de férias e 13º salário, dos últimos cinco anos de mandato, salientando, porém, que na impossibilidade do gozo das férias, tem direito o demandante à correspondente indenização pecuniária", descreve a petição.

Na argumentação, a defesa questiona a validade do parágrafo 4º do artigo 39 da Constituição Federal, que estabelece que detentores de mandatos eletivos como o prefeito somente podem receber subsídios fixados em parcela única, sendo vedado o acréscimo de qualquer gratificação.

Para isso, menciona uma decisão de 2017 do STF, que considerou não haver incompatibilidade entre o recebimento do subsídio e do pagamento de férias, um terço de férias e décimo terceiro salário.

Além disso, cita uma série de petições ajuizadas por diferentes prefeitos tratando do mesmo tempo.

"É inequívoco o fato de que os direitos ora pleiteados pelo requerente possuem assento constitucional, sendo, portanto, desnecessária a existência de norma reguladora local que confirme direito fundamental que a própria Constituição Federal já outorgou, de modo que a aplicação dos preceitos constitucionais é direta e imediata", defende.

Fonte: G1


Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
criar um comentário

Regional

mais notícias

Uma gruta para o Hospital de Borborema, SP
há 21 minutos atrás

Uma gruta para o Hospital de Borborema, SP

Uma gruta para o Hospital de Borborema, SP
Criminosos são presos por estelionato em Araraquara
há 23 minutos atrás

Criminosos são presos por estelionato em Araraquara

Criminosos são presos por estelionato em Araraquara
Mulheres furtam clientes em lojas de Araraquara
há 31 minutos atrás

Mulheres furtam clientes em lojas de Araraquara

Mulheres furtam clientes em lojas de Araraquara
PM de Araraquara apreende armas de fogo e besta durante ocorrência de violência doméstica
há 2 horas atrás

PM de Araraquara apreende armas de fogo e besta durante ocorrência de violência doméstica

PM de Araraquara apreende armas de fogo e besta durante ocorrência de violência doméstica
Professora monta escola dentro de bar e alfabetiza moradores de vila rural em Gavião Peixoto
há 2 horas atrás

Professora monta escola dentro de bar e alfabetiza moradores de vila rural em Gavião Peixoto

Professora monta escola dentro de bar e alfabetiza moradores de vila rural em Gavião Peixoto