Logo Portal Ternura
22/06 - IBITINGA-SP
° °

Transfusão de sangue errada leva dona de casa para UTI em Taquaritinga, SP

Vítima, de 27 anos, sofre com anemia falciforme e deveria receber sangue B+, em vez de A-. Farmacêutico alega que havia duas pacientes com o mesmo prenome internadas na Santa Casa.



Ingride Rogrigues Menezes foi levada à UTI da Santa Casa de Taquaritinga
após transfusão de sangue errada (Foto: Arquivo Pessoal)

 

A Polícia Civil investiga a suspeita de que uma transfusão de sangue errada tenha agravado o estado de saúde da dona de casa Ingride Danieli Menezes, de 27 anos, internada da Santa Casa de Taquaritinga (SP). Ela foi levada à Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e o quadro é considerado estável.

Em depoimento, um farmacêutico do hospital reconheceu o erro, alegando que havia duas pacientes com o mesmo prenome e que o tipo sanguíneo de ambas acabou sendo trocado nas fichas médicas.

Ainda de acordo com a polícia, Ingride sofre com anemia falciforme, doença genética que provoca alterações nos glóbulos vermelhos, responsáveis por transportar oxigênio dos pulmões aos tecidos do corpo. Por isso, desde 1997, a dona de casa é submetida a transfusões de sangue, quando necessário.

Nesta segunda-feira (12), a mãe de Ingride procurou a delegacia do município relatando que a filha estava internada na Santa Casa para receber uma bolsa de sangue do tipo B positivo.

Passados cinco minutos do início do procedimento, Ingride começou a reclamar de formigamento em todo o corpo, dores no meio das costas e falta de ar, além de apresentar palidez, peito e rosto avermelhados.

A enfermeira e o médico foram chamados pela irmã da vítima, uma estudante de 22 anos, que a acompanhava. A equipe constatou que Ingride recebia sangue do tipo A negativo, e não B positivo, e suspendeu a transfusão.

Segundo a Polícia Civil, a dona de casa passou a receber medicação para reverter o quadro clínico e foi levada à UTI, onde permanece internada. Ingride está consciente e o estado de saúde é considerado estável.

Um farmacêutico da Santa Casa disse à polícia que o erro ocorreu porque havia duas pacientes com o prenome Ingride no hospital. O funcionário negou “má fé”, explicando que foi carimbado na ficha da dona de casa “sangue A negativo”, em vez de “B positivo”.

O caso está sendo investigado e a equipe médica será chamada para prestar depoimento.

 

Fonte: G1


Comentários (0)

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
criar um comentário

Regional

mais notícias

Borborema: Cantinho Feliz dá o 'ponta pé' inicial na torcida pela seleção
há 5 horas atrás

Borborema: Cantinho Feliz dá o 'ponta pé' inicial na torcida pela seleção

Borborema: Cantinho Feliz dá o 'ponta pé' inicial na torcida pela seleção
Condenado em 2ª instância por dispensa de licitação, ex-prefeito de Monte Alto é preso
há 6 horas atrás

Condenado em 2ª instância por dispensa de licitação, ex-prefeito de Monte Alto é preso

Condenado em 2ª instância por dispensa de licitação, ex-prefeito de Monte Alto é preso
Bebê de 1 ano leva 6 facadas da própria tia em Franca
há 7 horas atrás

Bebê de 1 ano leva 6 facadas da própria tia em Franca

Bebê de 1 ano leva 6 facadas da própria tia em Franca
Botucatu confirma primeira morte por gripe H1N1 em 2018
há 7 horas atrás

Botucatu confirma primeira morte por gripe H1N1 em 2018

Botucatu confirma primeira morte por gripe H1N1 em 2018
Criminosos furtam 24 vacas e dão prejuízo de R$ 43 mil em fazenda de São Carlos
há 12 horas atrás

Criminosos furtam 24 vacas e dão prejuízo de R$ 43 mil em fazenda de São Carlos

Criminosos furtam 24 vacas e dão prejuízo de R$ 43 mil em fazenda de São Carlos